logo do site

Reconhecida pelo seu planejamento urbano e pela sua arborização, Maringá parece não ser mais a mesma. A cidade, um dia respeitada pela sua capacidade de escoamento de água, organização e preparo para superar os obstáculos de eventuais ocorrências naturais, sofre as consequências de falhas e descasos da gestão municipal.

Em janeiro, os maringaenses conviveram com o inusitado: a falta de água. Ocorrido que revela o descaso da Sanepar, responsável por uma série de propagandas e pouco investimento na captação de água. A inundação da estação da estatal no Rio Pirapó não só reforça a falta de um plano B, conforme destacado e cobrado pela CPI das Águas na Câmara de Vereadores, como também, o despreparo e leniência do município com a Sanepar e com sua população.

Agora, em meio as fortes chuvas que atingem Maringá, inundando vias públicas e destruindo muros, carros e espaços públicos, está cada vez mais evidente ausência da Poder Público Municipal, encabeçado pela prefeitura de Maringá. As fraquezas, falta de planejamento urbano e de respostas e ações concretas emergem uma necessidade de mudanças e de maior preocupação com a Cidade Canção.

É nesse sentido, que em diálogo com os vereadores Humberto Henrique e Mário Verri, que cobramos responsabilidade e ações da prefeitura, como ainda, buscamos a participação de setores importantes da sociedade para encontrarmos alternativas e os melhores investimentos para uma Maringá cada vez mais justa, desenvolvida e planejada.

Deputado Federal Envio Verri (PT)



Facebook Youtube Flickr Twitter SoundCloud





ONLINE

Temos 21 visitantes e Nenhum membro online